terça-feira, 29 de março de 2016

Comentários

Sei q pra variar prometi atualizar e não o fiz....Sou procrastinadora ao limite, malz ae...

"ANENIMO" (não é typo,é o q ele usou p se identificar), cara muito bom seu comentário!
Me identifiquei muito, é algo que eu provavelmente poderia ter escrito.

Quero me comunicar c vc tb!

Se animar, escreva para:
flaviasilva13@yahoo.com.br


Comecei a escrever 3 posts novos, então vai chegar algo em pouco tempo aqui, e tentarei responder todos os outros comentários...Não é tratamento especial para o comentário a q me referi acima, mas é que realmente me identifiquei mt!

Abs

5 comentários:

  1. Ah, como é bom ver que o blog não parou! Esperando posts... Abç

    ResponderExcluir
  2. Ola Flavia, tudo bom? Pode me chamar de Mineira até que se mostre o cotrario, prefiro nao me idenificar publicamente. :)

    Primeiramente queria te agradecer ao maximo pela ideia deste blog. Realmente tem me acalmado. Confesso que nao sei se sou realmente AH/SD,
    Mas a verdade eh que, assim como muitos que comentaram aqui, me identifiquei com cada sensação e agonia presenciada. Mesmo nao sendo uma AH, apesar de enxergar diversas semelhanças com a minha historia, saber que mais gente se sente desconexa me acalma muito mesmo
    Tenho claro transtorno de ansiedade, de acordo com meu psiquiatra porque meu cerebro vai mais rapido que o mundo, acabo ficando ansiosa e muitas vezes tendo crises de panico, mas o que mata mesmo eh a dificuldade de sociabilização. Meu cotidiano é permeado por pessoas que agem normalmente, falam normalmebte e vejo que se esforçam em se socializar comigo, mas eu bao consigo. Tenho uma retórica fantástica, o que em nada tem haver com meus estimulos ou vontades de conversar com os outros. A verdade é que nessa falta de diagnóstico ou rumos, tenho 25 anos e ja passei por 4 cursos universitarios, todos incompletos porque simplesmente perdia o interesse. Nao fazia sentido aquilo. E pior, de todos, nao carrego nenhuma amizade para a vida, nem da escola. Sempre fui a esquisita pelas minhas quantidades absurdas de horas seguidas de leitura sem me importar nem um pouco. O unico amigo que tenho, o qual sou honesta, eh meu amigo por insistencia dele e paciencia, ja que eh comum eu ficar meses sem procurar ou querer socializar. Atualmente namoro e tenho buscado ajuda muito por incentivo do relacionamento mesmo. Claramente ela me diz sempre que nao eh normal ter um circulo social tao restrito.


    Pra voce, ja diagnosticada, como eh isso? O fato de saber que eh te ajuda no cotidiano? Faz acompanhamento? Ou bola pra frente eh isso mesmo, paciencia? Tenho estas varias curiosidades, bem como saber como acontece o diagnostico. Ainda nao consegui encontrar um psicologo para me acompanhar....

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá me identifiquei. Estou sempre ilhado. Sempre gostei de ler. Não tenho muita vida social e acho as conversas bem chatas.Já procurei orientaçāo inutilmente. Sou muito sensível e sofro pelos outros. Na adolescência buscava companhia de adultos. Nunca me encaixei. Gostaria de obter uma ajuda.

      Excluir
    2. Olá me identifiquei. Estou sempre ilhado. Sempre gostei de ler. Não tenho muita vida social e acho as conversas bem chatas.Já procurei orientaçāo inutilmente. Sou muito sensível e sofro pelos outros. Na adolescência buscava companhia de adultos. Nunca me encaixei. Gostaria de obter uma ajuda.

      Excluir